O grupo extremista Estado Islâmico (EI) realizou três ataques suicidas este domingo contra as forças do Governo de Unidade da Líbia (GNA) que combatem em Syrte, provocando várias vítimas, de acordo com um porta-voz militar.

“Três ataques suicidas com carros armadilhados foram conduzidos por ‘jihadistas’ do EI contra as nossas forças em Sirte”, disse à agência de notícias francesa AFP Reda Issa, um porta-voz da operação militar conduzida pelo GNA.

“Há muitas baixas entre nossas forças”, acrescentou, sem dar detalhes.

De acordo com Issa, o primeiro ataque ocorreu a poucos metros de um local em que se encontravam forças pró-governo, perto da rotunda de de Abu Hadi, a sudeste de Sirte (450 quilómetros a leste de Tripoli).

O segundo alvo foram as forças pró-governo que estavam no oeste da cidade e o terceiro um hospital de campanha na mesma área.

Forças leais ao governo de unidade têm lutado para retomar Sirte, uma cidade costeira a 450 quilómetros a leste de Trípoli, que foi tomada no ano passado e transformou-se no principal bastião do EI no norte da África.

A perda de Sirte, cidade natal do ex-ditador Muammar Kadhafi, seria um golpe importante a EI, no momento em que o grupo está sob crescente pressão na Síria e no Iraque.