Dark Mode 168kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Video. Marcelo vai à praia e questões de segurança se levantam

Vídeo publicado nas redes sociais mostra PR na praia, em Cascais, rodeado de crianças e jovens. Não há seguranças à vista mas Belém garante que normas de segurança estão asseguradas.

Marcelo Rebelo de Sousa a quebrar o protocolo presidencial está longe de ser inédito. Mas esta terça-feira as redes sociais acordaram com mais um episódio pouco habitual para um Presidente da República: Marcelo na praia, em tronco nu, rodeado de banhistas, na sua maioria crianças e jovens, que o queriam cumprimentar. Aparentemente sem seguranças à vista. Fonte de Belém garante, no entanto, que o Presidente vai à praia “sempre que lhe apetecer” e que as normas de segurança estão garantidas.

“Em passeio vespertino por Cascais, deparamo-nos com o Exmo. Sr. Presidente da República Portuguesa – Prof. Marcelo Rebelo de Sousa, na praia, cercado de jovens, sem nenhuma segurança”, lê-se na legenda que um utilizador do Facebook escreveu a acompanhar o vídeo.

Que Marcelo gosta de praia e de mergulhos matinais no mar, já se sabe. Em abril, o Presidente chegou até a confessar ao Observador que tinha saudades de o fazer, e aparentemente há velhos hábitos que se mantêm. O vídeo terá sido filmado na praia dos Pescadores, em Cascais, a poucos metros da praia que Marcelo costumava frequentar antes de se mudar para Belém, a da Conceição.

Ao Observador, fonte de Belém assume que o Presidente vai à praia “quando lhe apetece”, e que as normas de segurança estão sempre asseguradas. Apesar de não se verem seguranças nas imagens, Belém garante que o corpo de segurança do Presidente é “discreto” e dá a flexibilidade e a distância necessária ao chefe de Estado para fazer o seu dia-a-dia dentro da normalidade, mas com as garantias de segurança.

A questão da segurança do chefe de Estado tem sido recorrentemente levantada, uma vez que o Presidente da República, que está prestes a completar 100 dias em Belém, tem sido pró em quebrar o protocolo. A última vez foi este fim de semana, em França, quando Marcelo e António Costa decidiram viajar juntos, no mesmo avião, de uma cidade para outra. O Presidente terá aproveitado a boleia do primeiro-ministro protagonizando um momento pouco comum e pouco amigo da segurança nacional.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.