O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, desloca-se na quinta-feira à cidade de Orlando para homenagear as vítimas do pior atentado em território norte-americano depois do 11 de Setembro, informou a Casa Branca.

Obama “vai prestar homenagem às famílias das vítimas e mostrar a sua solidariedade à comunidade, que começa a sarar as feridas”, refere o comunicado da Casa Branca, emitido na segunda-feira.

Na madrugada de domingo, um homem armado simpatizante do grupo extremista Estado Islâmico matou 49 pessoas e feriu 53 numa discoteca ‘gay’ de Orlando, na Florida.

Obama disse horas depois que se tratou de um “ato de terror e um ato de ódio”.

Já na segunda-feira, o Presidente norte-americano afirmou que, de acordo com os resultados preliminares da investigação, o atirador agiu sozinho e tinha sido “inspirado por várias fontes de informações extremistas na Internet”.

Na conversa com os jornalistas, Obama disse que nesta fase da investigação foi descartada a hipótese de um ataque dirigido a partir do estrangeiro.