É simbólico de várias formas. Estavam a ser lidos os nomes das 49 vítimas do atentado de Orlando, numa vigília esta segunda-feira, quando um bando de pássaros voou por cima da cerimónia, no Centro de Artes Performativas Dr. Phillips.

Uma fotógrafa reparou no momento e tirou a fotografia rapidamente. Só depois, quando viu melhor a imagem e contou os pássaros, é que se impressionou: eram 49 aves, precisamente o número de vítimas mortais do ataque.

“Mostrei a imagem a toda a gente à minha volta e contei os pássaros. Ficámos todos espantados”, contou a fotógrafa à CNN. “Ver os pássaros fez-me sentir uma sensação de paz em relação à tragédia”, confessou.

A fotógrafa preferiu manter-se anónima, e afirmou que “quem tirou a fotografia não é tão importante como o que está nela”.

Um responsável do centro onde decorria a vigília disse que também os organizadores foram surpreendidos com a aparição dos 49 pássaros.

Em Lakeland, a cerca de 100 km de Orlando, foram libertadas 49 pombas brancas. No entanto, os pássaros da fotografia parecem pretos, e a origem destes é desconhecida.