Dados fornecidos pela Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP) revelam que, em Maio, foram produzidos no nosso país 14.793 veículos automóveis, tendo-se verificado uma queda de 13,1% face ao mesmo mês do ano anterior. Por detrás desta evolução negativa está a diminuição homóloga no fabrico de ligeiros de passageiros (-24,5%), já que quer a produção de veículos comerciais ligeiros quer a de veículos pesados aumentaram, respectivamente, 32,4% e 9,6%.

As exportações alinharam na queda. Comparando com Maio de 2015, desceram 15,1% no mês passado, embora 14.026 dos 14.793 automóveis fabricados (94,8% da produção nacional) se tenham destinado ao exterior.

Segundo a ACAP, o movimento descendente da produção e da exportação de automóveis tem sido uma constante desde o início do ano. “Nos primeiros cinco meses de 2016 foram produzidos em Portugal 64.993 veículos automóveis, ou seja, menos 9,8% do que no período homólogo do ano anterior”, revela a associação, acrescentando que isso teve reflexos nas exportações, com uma diminuição de 11% face aos primeiros cinco meses de 2015.

Dedicam-se ao fabrico de veículos automóveis em Portugal as unidades industriais da Volkswagen Autoeuropa, da Peugeot Citroën, da Mitsubishi Fuso Truck Europe e da Toyota Caetano. São elas as responsáveis pelo facto de, no período acumulado de Janeiro a Maio de 2016, se terem exportado 61.696 veículos, a que corresponde 95,1% do total da produção nacional. Alemanha (24,9%) e Espanha (17,7%) lideraram os nossos principais mercados de exportação nestes cinco primeiros meses do ano.