Os cadáveres de 34 migrantes, incluindo de 20 crianças, foram encontrados na semana passada no deserto nigeriano, a caminho da vizinha Argélia, revelou, esta quarta-feira, o ministro do Interior nigeriano.

“Trinta e quatro pessoas, dos quais cinco homens, nove mulheres e 20 crianças foram encontrados mortos após uma tentativa de atravessar o deserto”, precisou o ministro, em comunicado divulgado pela agência noticiosa francesa AFP.

O grupo terá provavelmente morrido de sede, tendo sido encontrado perto de Assamaka, um posto fronteiriço entre o Níger e a Argélia, adiantou à AFP uma fonte policial.