A Polestar, a divisão desportiva da Volvo que tem dado provas de grande actividade nos últimos tempos, revelou agora o resultado do trabalho de optimização por si desenvolvido para a versão mais potente do maior dos SUV da marca sueca. O novo XC90 T8 começa por destacar-se ao ser o Volvo de produção em série mais potente de sempre, graças a um aumento de 14 cv do seu rendimento combinado, que é agora de 421 cv e 680 Nm (o motor a gasolina oferece 334 cv e 440 Nm, o eléctrico 87 cv e 240 Nm).

Não menos apelativo será o facto de o seu consumo anunciado se ter mantido inalterado (2,1 l/100 km no ciclo combinado), o mesmo acontecendo com a autonomia de 43 km no modo totalmente eléctrico. Paralelamente, a resposta da unidade motriz está mais eficaz nos médios regimes, ainda que os 0-100 km/h continuem a cumprir-se em apenas 5,5 segundos.

Por seu turno, a transmissão oferece passagens de caixa mais rápidas, ao mesmo tempo que garante que, em curva e a ritmos mais dinâmicos, se mantém engrenada a mudança selecionada, prevenindo a troca para uma relação superior, por forma a manter o equilíbrio do veículo.