O programa Cultura em Expansão está de volta ao Porto para levar as mais diversas iniciativas culturais a vários locais da cidade. Um deles é o Bairro da Pasteleira, que no 25 de Abril recebeu a fadista Gisela João. Este sábado é a vez de Pedro Burmester. Acompanhado de dois alunos da Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo (ESMAE), o pianista portuense vai apresentar um repertório que inclui, entre outros, Chopin e Beethoven. Ao mesmo tempo, estarão em palco alguns moradores do Bairro da Pasteleira para interpretarem a música, segundo a coreografia de Mónica Baptista. O espetáculo começa às 17h, com entrada livre.

Na mesma cidade, mas num local diferente, está o FEST – Festival Novos Realizadores Novo Cinema na Reitoria da Universidade do Porto. No sábado, é a última sessão do evento, que apresenta os novos talentos no cinema e na realização, com o nome “Rir é uma coisa séria”. O festival termina com as curtas-metragens “Fool’s Day” do norte-americano Cody Blue Snider e “Flora and Fauna” do polaco Piotr Litwin. Aqui não se paga o bilhete de cinema.

Na Maia, a exposição fotográfica de Alfredo Cunha promete levar o público por uma viagem até ao Portugal de outrora e dos nossos dias. Desde as ex-colónias até aos protestos da chamada Geração à Rasca, o fotógrafo que imortalizou num retrato a figura de Salgueiro Maia no dia da Revolução dos Cravos, apresenta “Tempo Depois do Tempo” no Fórum da Maia. É possível ver a exposição até 28 de agosto.

As ex-colónias são um dos temas mais presentes nos trabalhos da jornalista Joana Gorjão Henriques. O livro “Racismo em Português, O Lado Esquecido do Colonialismo” é apresentado em Braga, na Livraria Centésima Página, no sábado. A partir das 16h, o trabalho jornalístico feito em cinco países e que resultou em cinco reportagens, vai explorar as relações raciais nas ex-colónias, após o processo de descolonização.

E porque um fim de semana também se faz de concertos, Gondomar receber Berg no Auditório Municipal. Depois do êxito que teve no concurso X-Factor da SIC, o cantor tem percorrido o país em vários concertos. O single “Tell Me” é um dos esperados pelo público, mas as covers a que o cantor já habituou os fãs são ponto assente no alinhamento do concerto. Os bilhetes estão à venda por 6,50 euros.

Em Coimbra, a cultura do fim de semana faz-se no teatro. “Mulheres de Excelência” tem estreia no sábado, a partir das 19h19 na Casa da Escrita. Uma hora exata como o preço do bilhete, que custa 33,33 euros com jantar incluído. Porque também é de comida que se fala nesta peça: a trama consiste na história de uma mulher, Marlene, que após ser promovida para o cargo de CEO de uma multinacional convida um conjunto de mulheres para um jantar de comemoração. A partilha é feita com o público e em simultâneo. “Mulheres de Excelência” é da autoria da dramaturga Caryl Churchill e é interpretada pela companhia de teatro Fatias de Cá.

Ainda na cidade dos estudantes, o Mosteiro de Santa Clara-A-Velha apresenta [re]visitation, uma performance da autoria do investigador Frederico Dinis e da coreógrafa Leonor Barata. Na noite de sábado, às 21h30, o som e a imagem vão combinar com os movimentos e as emoções da dança. Da música eletrónica ao ambiente sonoro do próprio Mosteiro, a experiência vale também pelo local escolhido. A entrada é livre.

A música vai estar presente em Aveiro durante o fim de semana. O Teatro Aveirense recebe a Ala dos Namorados, no sábado, a partir das 21h30. O concerto faz parte da digressão da banda, Ala dos Namorados Vintage, e reúne alguns dos êxitos mais emblemáticos do duo composto por Nuno Guerreiro e Manuel Paulo. O mais recente single “Caçador de Sóis” ou o velhinho “Solta-se o Beijo” não vão faltar. Os bilhetes custam entre 8 e 10 euros.

https://www.youtube.com/watch?v=fRMSNqjw48U

O brasileiro Ivan Lins vai estar em Estarreja a celebrar o 11º aniversário do Cine-Teatro da cidade. O compositor tem 45 anos de carreira e com cinco Grammys no currículo não pode desiludir o público. Os bilhetes estão à venda por 12,50 euros.

Já o Casino de Espinho recebe o maestro Rui Massena no sábado à noite. Após a participação em Guimarães, na Capital Europeia da Cultura em 2012, o maestro tornou-se conhecido do grande público e foi inclusive convidado para participar nos concertos de algumas bandas, como os Expensive Soul. A partir das 20h30, a música clássica não será certamente o único estilo musical presente. Os bilhetes custam 32,5 euros.

Um aviso que ainda vai a tempo: o fim de semana em Lisboa começa já hoje à noite com o concerto de DAWN na ZDB. É o R&B como não se ouve e não se vê em mais ninguém, não desta forma exploratória, ainda que sempre agarrada ao que vale uma canção. É uma daquelas oportunidades únicas que convém não perder. Às 22h. Bilhetes as 12 euros.

O programa das Festas de Lisboa ainda não terminou na capital: a Alameda da Universidade de Lisboa recebe os concertos do Amor Electro no sábado e do David Carreira no domingo. Ainda haverá tempo para o futebol com a transmissão do jogo Portugal-Áustria, acompanhado pela sonoridade do DJ Pedro Cazanova. A iniciativa chama-se Alameda Pop e é um dos destaques do mês de junho, inteiramente dedicado às festas de Santo António. Mas há mais no programa das Festas de Lisboa. O Teatro das Compras, por exemplo, continua este fim de semana, com curtas peças de 20 minutos nas lojas da baixa pombalina. A entrada é livre. Todo o programa aqui.

Faustin Linyekula foi o nome escolhido para o programa Artista na Cidade 2016 da Câmara Municipal de Lisboa. Este sábado, o coreógrafo vai até ao Bairro Padre Cruz em Carnide para mostrar um pouco do seu trabalho. Depois de atuar na Cova da Moura e no Vale da Amoreira, Faustin reforça a vontade de ir até aos bairros da Grande Lisboa. A partir das 18h, o ritmo vai aumentar em Carnide.

“Carnaval” é a nova peça da Companhia Nacional de Bailado, uma criação do coreógrafo Victor Hugo Pontes, que estará no Teatro Camões a partir desta quinta-feira. “O Carnaval dos Animais” do compositor francês Camille Saint-Saëns foi a base deste bailado, que conta com 37 artistas em palco e a Orquestra Sinfónica Portuguesa dirigida pelo Maestro Cesário Costa. Os bilhetes custam entre cinco e 30 euros.

E por falar em estreias, na Tapada da Ajuda, o domingo será um dia de brunch e música eletrónica. Brunch Electronik combina os petiscos da cidade com o ritmo frenético dos DJs. Depois das edições em Barcelona, Lisboa recebe o primeiro dia com os norte-americanos Moodymann e Marc Kinchen (MK). Os preços variam entre os 9 euros para os bilhetes diários e os 59 euros para a temporada, que começa em junho e vai até setembro.

Antes disso, já sexta-feira, às 21h30, acontece a cerimónia de 2016 dos Monstros do Ano, prémios que distinguem categorias como “Monstro Directo”, “Monstro Sagrado”, “Monstro Preconceituoso”, “Monstro a dar tudo” ou “Monstro Verde”. A apresentação é de Fernando Alvim (que organiza o evento) e Xana Alves. Entre os convidados contam-se o deputado madeirense José Manuel Coelho, Rijo Schneider (nome popular das coisas virais) e os Bro-X. Acontece tudo no cinema São Jorge, em Lisboa. E recordemos que no ano passado, o vencedor da principal categoria, a de Monstro do Ano, foi João Araújo, o advogado de José Sócrates.

Pelo Alentejo, um dos destaques vai para o concerto de encerramento do Festival Terras sem Sombra em Beja. No sábado, às 21h30, o evento de música sacra termina com o grupo espanhol La Grande Chapelle. O concerto chama-se “Inesperado Resgate: Compositores Portugueses na Espanha do «Siglo de Oro»”. A entrada é livre, mas está sujeita à lotação de lugares da Catedral de Beja.

Festival Lá Fora tem o último dia no sábado em Évora. Depois de ter recebido Tó Trips esta quinta-feira e Da Chick na sexta-feira, o ponto final está reservado para Lula Pena e The Black Mamba. Foram três dias de dança, performances e património histórico, já que Évora celebra 30 anos enquanto Património Mundial. Os bilhetes custam entre três e dez euros.

Em Albufeira é a vez de a magia assegurar o fim de semanal. Abrakadabra acontece no Palácio dos Congressos do Algarve e vai contar com a presença do mágico Luís Matos. O evento dura três dias, começa na sexta-feira e termina no domingo. Várias gerações de mágicos vão encontrar-se e surpreender o público: desde David Sousa, Professor Honorário pela Academia de Artes Mágicas da Coreia do Sul, até aos jovens Miguel Pinheiro e Francisco Mousinho, que ganharam visibilidade no programa Got Talent da RTP. O valor dos bilhetes está entre os dez e os 38 euros.

A ilha do Faial no arquipélago dos Açores, mais propriamente a cidade da Horta, vai receber o Azores Fringe Festival. Depois de percorrer várias ilhas desde o início do mês, é a vez do Teatro Faialense presentear o público com uma sessão de curtas-metragens, onde as histórias do “mundo português desde o Brasil a Moçambique” são os temas eleitos. A entrada é gratuita, mas será necessário adquirir ingressos a partir desta sexta-feira.

Já na Madeira, o fogo de artificio vai captar as atenções. O Festival do Atlântico tornou-se uma tradição durante o mês de junho: algumas empresas do arquipélago disputam o prémio de melhor espetáculo piromusical. Todos os sábados, pelas 22h30, os turistas e residentes assistem a um fogo-de-artifício de 19 minutos no molhe exterior da Pontinha. No final, o público terá a decisão final de colocar o vencedor no pódio.