A taxa de inflação homóloga estabeleceu-se nos -0,1% na zona euro e na União Europeia (UE), em maio, acima dos -0,2% do mês anterior, divulgou, esta quinta-feira, o Eurostat.

Em maio de 2015, a inflação homóloga era de 0,3%, quer para os 19 países da moeda única, quer para o conjunto dos 28 Estados-membros.

Em maio, 16 Estados-membros registaram taxas de inflação negativas, tendo as mais baixas sido observadas na Roménia (-0,3%), na Bulgária (-2,5%) e em Chipre (-1,9%).

Os preços subiram nos restantes 12 países, incluindo Portugal (0,4%), com a Bélgica (1,6%), Malta (1,0%) e Suécia (0,8%) a apresentarem as maiores taxas de inflação.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No que respeita aos componentes da inflação, o gabinete oficial de estatísticas da UE salienta que as maiores quebras nos preços foram observadas nos dos combustíveis para transporte (-0,53 pontos percentuais), dos combustíveis líquidos (-0,20 pontos percentuais ) e do gás (-0,13 pontos percentuais ).

Os preços nos restaurantes e cafés (0,12 pontos percentuais) e dos arrendamentos e do tabaco (0,07 pontos percentuais cada) foram os que mais subiram.