Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Um deputado canadiano emocionou-se enquanto falava sobre a morte da deputada inglesa Jo Cox, na Câmara dos Comuns do Canadá.

Nathan Cullen, membro do parlamento canadiano que representa Skeena-Bulkley Valley, utilizou o seu tempo de intervenção no parlamento para prestar tributo à amiga pessoal que tinha sido assassinada horas antes, em Inglaterra.

Cullen descreveu Cox como “uma mãe de duas belas crianças e uma amiga”, bem como uma “dedicada deputada do Partido Trabalhista e ativista dos direitos humanos na Grã-Bretanha e em todo o mundo”.

https://www.youtube.com/watch?v=Lc-9D8FK7Gk

O deputado canadiano referiu que Cox usava a sua voz para defender “aqueles que não têm uma voz própria” e que gostava de espalhar “o amor dela por todos aqueles que precisassem dele, especialmente para aqueles que se deixavam consumir pelo ódio”.

Cullen reforçou a mensagem deixada pelo marido de Jo, Brandon: “Ela quereria duas coisas, que os seus filhos se mantivessem limpos e amados e que todos no unamos para lutar contra o ódio que a matou”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O deputado terminou a sua participação com lágrimas nos olhos e sentou-se na cadeira com a cara entre as mãos.

A deputada britânica Jo Cox foi assassinada esta quinta-feira numa localidade em Yorkshire.