Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Embora com chegada ao mercado prevista apenas para 2019, o futuro desportivo da marca britânica de automóveis de luxo poderá já ter sido “baptizado”. Segundo avança a Auto Express, a designação Barnato terá sido registada pela Bentley há cerca de dois anos, precisamente na mesma altura em que o fabricante britânico oficializou os direitos sobre o nome Bentayga, designação assumida pelo seu primeiro SUV.

Caso o futuro desportivo da Bentley venha a adoptar o nome agora divulgado, tratar-se-á de uma homenagem ao antigo “chairman” da marca Woolf Barnato, combatente na Primeira Guerra Mundial e um grande apaixonado pelos automóveis. Barnato, que ficou conhecido pela sua aura aventureira, venceu as 24 Horas de Le Mans três vezes consecutivas (1928, 1929 e 1930). Precisamente, ao volante de um Bentley.

O patrão da companhia britânica, Wolfgang Dürheimer, admitiu já publicamente a possibilidade de a versão de produção do EXP 10 vir a contar com uma variante 100% eléctrica, que rivalizaria directamente com o Tesla Model S. Se receber luz verde, a variante eléctrica poderá vir a ser desenvolvida lado a lado com o modelo de produção resultante do Porsche Mission E Concept, cuja chegada ao mercado está prevista para 2020.

Quanto ao desportivo Barnato de motor convencional, posicionar-se-á no mesmo patamar do Continental GT, apesar de se tratar de um dois lugares, o que faz prever um preço de venda ao público a rondar os 163.000€. A gama de motores deverá contemplar o V8 de 4.0 litros oriundo da Audi, com mais de 550 cv de potência.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR