O corpo do menino de seis anos que hoje foi encontrado no rio Cávado, em Barcelos, estava junto a um pilar da ponte de onde na sexta-feira foi lançado pela mãe, informou fonte dos bombeiros. Segundo José Simões, adjunto do comando dos Bombeiros Voluntários de Barcelos, as indicações iniciais de alguém que terá avistado o corpo apontavam para outro ponto do rio, tendo sido aí que as buscas foram inicialmente centradas.

Os bombeiros terão recebido indicações corretas sobre o local e acabaram por encontrar o corpo, um pouco antes das 15h00, junto a um pilar da ponte. Na sexta-feira, as buscas no rio Cávado decorreram entre as 13h00 e as 19h30. Hoje, foram retomadas pelas 09h00. As buscas para tentar encontrar o menino tinham sido reforçadas durante a tarde, com o número de operacionais no terreno a subir de 25 para 40, informou à Lusa fonte dos bombeiros.

Uma mulher de 37 anos atirou-se na sexta-feira da ponte de Rio Covo Santa Eugénia, em Barcelos, com um filho ao colo. Pouco depois, a mulher foi resgatada da água por um popular, que para o efeito utilizou o seu barco. Foi transportada para o Hospital de Braga, onde se encontra “estável” e continua sob vigilância clínica. Segundo a imprensa, a mulher esta não seria a primeira tentativa de suicídio da mulher.

O Ministério Público já determinou a abertura de um inquérito, estando a mulher indiciada por um crime de homicídio qualificado. A investigação está a cargo da Polícia Judiciária de Braga, que aguarda luz verde clínica para interrogar a mulher.

Segundo José Simões, adjunto do comando dos Bombeiros Voluntários de Barcelos, durante a manhã estiveram nas buscas operacionais daquela corporação e da de Barcelinhos, mas durante a tarde juntar-se-iam elementos das corporações de Esposende, Taipais e Famalicão.