Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Até aqui fabricante quase exclusivamente de propostas a diesel, a Great Wall Motors, proprietária da marca Haval, acaba de desvendar aquele que será o primeiro SUV híbrido plug-in da sua história.

Apesar de só recentemente ter assumido que os motores a diesel que equipavam o grosso das suas propostas “atingiram o seu zénite”, a verdade é que a Haval não precisou de muito tempo para mostrar o seu primeiro SUV com tecnologia híbrida, a qual combina um bloco de 1,5 litros turbo a gasolina com um motor eléctrico.

Segundo o fabricante, este sistema Plug-In Hybrid, ou PHEV, consegue garantir um impressionante binário de 450 Nm, com consumos de gasolina de não mais que 2,1 l/100 km.

Novidade, adianta igualmente a marca, é também o facto de, ao contrário do que tradicionalmente acontece, o motor eléctrico surgir não à parte do bloco de combustão, mas sim integrado neste, e contando com uma bateria de iões de lítio de 13kWh montada na traseira, onde vai buscar a energia.

haval_phev_03

O motor eléctrico surge integrado no bloco de combustão e vai buscar energia à bateria de 13kWh na traseira

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O sistema híbrido da Haval pode ser utilizado num de três modos – Pure Electric, Power e Hybrid Drive. No primeiro caso, o fabricante anuncia uma potência de 129 cv e 278 Nm de binário, com o veículo a poder cumprir até 65 quilómetros sem emissões. Já no segundo caso, em que o SUV recorre em simultâneo a ambos os motores, a Haval fala em acelerações do 0 aos 100 km/h em cerca de 9 segundos, para uma velocidade máxima de 210 km/h. Finalmente, com o modo Hybrid Drive accionado, o sistema alterna na utilização entre o motor de combustão e o motor eléctrico, aproveitando, em determinadas ocasiões, a energia produzida, quer pelo bloco a gasolina quer pela travagem, para carregar a bateria. Ainda de acordo com o fabricante, esta pode ser carregada numa simples tomada doméstica, em cerca de quatro horas.

O primeiro PHEV da Haval deverá chegar ao mercado durante o próximo ano.