O último leilão da casa Hermann Historica resultou na compra de mais de 600.000 euros de produtos nazis por um comprador argentino, este sábado, em Munique. Entre os objetos vendidos encontrava-se um par de calças e um casaco militar, ambos usados por Adolf Hitler, bem como uma caixa para guardar cianeto, de um oficial do exército alemão.

Os produtos pertenciam a um médico americano, John K. Lattimer, que prestou serviços aos réus dos Julgamentos de Nuremberga — onde foram levados a tribunal alguns dos principais dirigentes da Alemanha Nazi, com ligação direta ao Holocausto e a outros crimes de guerra.

Segundo a Reuters, um licitante argentino gastou mais de 600.000 euros no leilão, conseguindo obter um par de calças de Hilter (62.000 euros), um casaco (275.000 euros), um relógio de Herman Goering — comandante da Luftwaffe, a força aérea alemã — por 42.000 euros e ainda roupa interior de seda pertencentes ao mesmo Goering (3.000 euros).

Entre outros objetos vendidos no leilão encontrava-se a caixa que continha o cianeto eventualmente utilizado por Goering para se suicidar, no final do julgamento de Nuremberga, em 1946. A caixa foi vendida por 26.000 euros. Foram também a leilão os raios-X de Hitler depois de o líder da Alemanha nazi ter sobrevivido a uma tentativa de homicídio em julho de 1944.

O leilão foi denunciado pelo Comité Central de Judeus que pediu mesmo à Hermann Historica que não o realizasse. A casa responsável pelo leilão justificou-se dizendo que os produtos postos à venda eram uma forma de conhecer a história contemporânea da Alemanha e da Europa.

O comprador argentino afirmou ao jornal alemão Bild que estava a comprar os objetos em nome de um museu que permaneceu anónimo.