Pelo menos 16 pessoas morreram durante os confrontos dos últimos dias na República Centro Africana, entre pastores fulani e os membros das milícias Seleka, disseram hoje fontes policiais.

“De acordo com o primeiro balanço, 16 pessoas morreram, na maior parte pastores fulani, e mais de vinte ficaram feridos durante os confrontos”, disse um responsável pela polícia da província de Kaga Bandoro, no norte do país que pediu para não ser identificado.

Segundo a agência noticiosa AFP, os confrontos no norte da República Centro Africana começaram no domingo e, aparentemente, não estão relacionados com os tumultos separatistas que se registaram na segunda-feira em Bangui e que fizeram três mortos.