Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A corrida das 24 Horas de Le Mans é um assunto sério, que já vai na 84.ª edição. Mas isso não impediu que, entre as diferentes sessões de treinos, equipas e pilotos se dedicassem a algumas brincadeiras para “queimar” o tempo livre. E até os fleumáticos britânicos da Aston Martin alinharam e, juntamente com os seus pilotos, produziram um vídeo que não deixa margem para dúvidas: os Razor Crazy Carts não fazem apenas as delícias dos miúdos.

Projectados para os mais novos, permitem iniciar os petizes na arte do “drift”, ou “atravessadelas” controladas. Com um motor eléctrico alimentado por baterias (duas de chumbo de 12V, totalizando 24V), que asseguram 40 minutos de gozo em sessões contínuas, o simpático veículo pode ser depois recarregado na tomada lá de casa. Sem grandes dificuldades.

[jwplatform mYKwMTxO]

O mais complicado no Crazy Cart é convencer os pais a não açambarcarem o brinquedo – talvez tenha sido para o evitar que a Razor desenvolveu uma versão XL. É que o pequeno kart convida a fazer derrapagens controladas, tanto em casa como na rua, como se estivéssemos ao volante de um carro de ralis do WRC. Isto apesar de possuir apenas uma roda motriz e quatro pequenas outras rotativas, similares às dos carrinhos de supermercado, sendo que as duas da frente não estão em contacto com o piso e servem apenas para que o kart não tombe.

E a prova que o Crazy Cart é viciante e não apenas para os pilotos da Aston Martin, surge neste vídeo, em que o piloto brasileiro da Williams F1, Felipe Massa, organiza uma corrida entre o seu filho Filipinho e o piloto da Red Bull Daniel Ricciardo. E imagine quem vence?

[jwplatform wIgK1krq]