O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, condenou esta quarta-feira os novos lançamentos de mísseis de médio alcance pela Coreia do Norte, que classificou como “ações provocatórias” e que violam resoluções da ONU.

“Os lançamentos são uma violação direta de várias resoluções das Nações Unidas”, incluindo uma adotada em março, que pedem a Pyongyang que cesse todas as atividades com mísseis balísticos, considerou Stoltenberg, num comunicado.

A Coreia do Norte procedeu esta quarta a um segundo ensaio de um míssil Musudan de médio alcance, pouco depois de ter falhado o primeiro disparo, divulgou a agência noticiosa sul-coreana, Yonhap.

O Ministério da Defesa da Coreia do Sul confirmou um teste, adiantando que terminou em fracasso, mas não confirmou imediatamente o segundo disparo, que a Yonhap noticiou sem fonte.