As contas do governo afirmam que a recapitalização da Caixa Geral de Depósitos pode atingir um total de cerca de cinco mil milhões de euros, valor ainda mais elevado do que os quatro mil milhões que têm vindo a ser referidos.

Este valor dos 5 mil milhões de euros pode ser superior ou inferior, dependendo da forma de contabilização e ainda das exigências da Comissão Europeia, informa a Antena 1.

A maior parte deste valor servirá para prevenir o “não-recebimento de créditos concedidos” – as designadas imparidades. Parte desses 5 mil milhões servirão igualmente para “aumentar a almofada financeira” da Caixa Geral de Depósitos, ainda de acordo com a informação difundida pela rádio pública, que acrescenta isso se destina a corresponder às regras europeias.

O plano do Governo contempla ainda uma verba para mudanças no banco público. Ao todo, 2.500 trabalhadores da Caixa deverão abandonar o banco, por rescisão amigável ou reforma antecipada, e cerca de 300 balcões serão encerrados, na sua grande maioria no estrangeiro.

O Governo deve apresentar a estratégia definida para a recapitalização da Caixa até ao fim desta semana, sendo que o está já terá sido mostrada ao Bloco de Esquerda e ao Partido Comunista que, segundo a Antena 1, terão aprovado o plano.