Cerca de 4.500 migrantes em botes de borracha foram resgatados esta quinta-feira do mar Mediterrâneo pela guarda costeira italiana.

“Salvámos um total aproximado de 4.500 pessoas em cerca de 40 operações de resgate” disse um porta-voz à agência noticiosa francesa AFP.

A maioria dos migrantes estava em botes de borracha, onde também foi encontrado um cadáver, e em duas embarcações de madeira utilizadas por traficantes líbios.

As autoridades acrescentaram que o número de resgatados pode vir a subir, devido à grande quantidade de tentativas de travessia do Mediterrâneo que esta quinta-feira foi registada, sendo que as operações vão continuar.

Muitas pessoas partiram da Líbia por causa da melhoria das condições meteorológicas, arriscando-se a viajar em alto mar, segundo a guarda costeira italiana.

Desde 2014, mais de dez mil pessoas morreram ao tentarem atravessar o mar Mediterrâneo para chegar à Europa, segundo dados divulgados este mês pelas Nações Unidas.