A Argentina ganhou por 4-0 aos Estados Unidos, na primeira meia-final da Copa América, e está na final da competição novamente. O golo de Messi aos 32 minutos, um livre direto extraordinário, está a correr o mundo.

Mas há outro vídeo sobre a relação futebolística entre Argentina e Estados Unidos a tornar-se viral. Um anúncio lançado pela TyC Sports, uma cadeia televisiva desportiva da Argentina, pegou num discurso de Donald Trump sobre imigração e ilustrou-o com imagens da seleção argentina.

“O nosso país tem sérios problemas. Temos gente a entrar pelas fronteiras, que não são as pessoas que queremos que entrem”, começa o vídeo. Ao mesmo tempo mostram-se jogadores da seleção argentina a chegar de avião aos Estados Unidos. “Milhares de pessoas atravessam a fronteira e ninguém os revista”, continua o milionário, enquanto vemos imagens dos adeptos eufóricos do país sul-americano.

O vídeo vai ficando melhor. “São uns completos assassinos”, diz Trump no discurso. Nas imagens, alguns dos golos “assassinos” dos argentinos. Mais remates vão aparecendo e Trump apela: “Temos de construir uma parede. Vou construir uma parede”.

A televisão desportiva da Argentina termina o vídeo épico com um toque de ironia: “A verdade e que o melhor que podem fazer é não nos deixar entrar”.

A Argentina defronta o Chile no próximo domingo, na final.