Se leu o “lead” desta notícia, o leitor terá demorado cerca de 10 segundos para o fazer. Para ir de 0 a 100 km/h, o Grimsel precisaria apenas de um sexto desse tempo. Quer isto dizer que, enquanto lia, este monolugar eléctrico poderia atingir essa velocidade 6,6 vezes seguidas, já que o novo recorde estabelecido por este veículo é de 1.513 segundos. Ora, veja (é rápido):

[jwplatform gFJ1VpNQ]

Foi literalmente num abrir e fechar de olhos que este modelo, construído há cerca de dois anos por uma equipa de 30 estudantes do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique e da Universidade de Artes e Ciência Aplicada de Lucerna, se sagrou recordista do Guinness entre os eléctricos.

Mas não foi uma estreia: desenvolvido originalmente para uma competição universitária internacional, a Formula Student, o Grimsel já tinha batido o recorde de velocidade em 2014. Como foi ultrapassado o ano passado por um adversário da Universidade de Estugarda, os pais deste projecto voltaram a ele, para garantir a recuperação do galardão de mais veloz. E assim foi.

Na base aérea de Dübendorf, na Suíça, o Grimsel acelerou dos 0 aos 100 km/h em 1.513 segundos. Conseguiu ser 0,2 segundos mais rápido que o anterior recorde e, para isso, nem precisou de percorrer 30 metros. Uma performance que se explica num peso-pluma de 167 kg, graças a uma carroçaria e “spoiler” traseiro em fibra de carbono, movidos por 200 cv de potência e quase 1700 Nm de binário.