A Cruz Vermelha norte-americana está a ser acusada de racismo. Um cartaz da instituição que alerta para a importância dos bons comportamentos junto às piscinas representa a maior parte dos maus exemplos com bonecos negros, levando muitos internautas a ver com preconceito a ilustração em causa.

As reações levaram a Cruz Vermelha a pedir desculpa: “Lamentamos qualquer desentendimento em relação à produção deste poster e acreditem que tomámos todos os passos para tratar da situação”, lê-se num comunicado.

https://twitter.com/JSawyer330/status/745075509047005184

Margaret Sawyer foi quem alertou para o cartaz adjetivado de “racista”. Em entrevista ao KUSA-TV, Margaret diz que encontrou o poster em Salida, Colorado, e julgou que era um cartaz antigo. Mais tarde, a Cruz Vermelha retirou-o de circulação e garantiu estar a preparar “novos materiais apropriados para a campanha de segurança na água”. O objetivo, acrescenta a instituição, é reduzir os afogamentos em 50 comunidades de risco num período de 5 anos, sensibilizando até 50 mil pessoas para a questão.