“Sempre achei que a gastronomia pode ser comparada ao teatro”, diz Pedro Mendonça, ator, um dos fundadores da companhia Teatro Bruto e, desde há um mês, gerente do novo restaurante Puro 4050. Vejamos: os empregados chegam ao espaço, situado no Largo de São Domingos, na Baixa do Porto, e vestem o figurino nos ‘camarins’. Depois, é hora de abrir a porta ao público e, tal como no teatro, tudo tem de estar perfeito, nada pode falhar. Os funcionários levam as pessoas às mesas, tal como no teatro se conduz o público aos lugares. “No Puro 4050, o espetáculo começa quando é posta na mesa a manteiga de búfala”, anuncia o responsável. A partir daí, espera-se que o cliente-espectador viva um experiência especial, de sensações.

“As pessoas pensam sempre que isto é um restaurante italiano”, diz Pedro. Calma, ele não vai tentar convencer-nos de que se trata de uma sala de teatro. Quer, sim, mostrar que não é uma típica trattoria. Depois do sucesso do Cantina 32, ali bem perto, que Pedro define como “uma coisa entre o talhante e o Príncipe de Gales”, a irmã, Inês Mendonça, quis fazer algo diferente. Comprou um bilhete de avião e aterrou em Nápoles. “Estivemos a ver as búfalas nos pastos, falámos com vários produtores de mozzarellas e escolhemos aquele que mais nos interessava”, recorda. É daquela região italiana que chega todos os meses um carregamento, direto para o código postal 4050, o do Porto.

I Ato

Escolhido o produtor de mozzarellas, os dois irmãos convidaram o chef Luís Américo para desenhar a carta — tal como acontecera no vizinho Cantina 32 –, com a ajuda da chef Sara Oliveira, que ali está diariamente a cozinhar. Se a carta fosse um guião, o primeiro ato desta peça seria o bar de mozzarellas. O cliente escolhe a que quer, dos pequenos Bocconcini à Treccia, passando pela mozzarella fumada e pela variedade de burrata, cada uma com a sua consistência própria. Quem quiser provar todas pode fazer uma degustação (19€).

restaurante_puro_4050

Curgete laminada, mozzarella afumicatta (fumada), compota de pimentos e pera cozida. (foto: © Ricardo Castelo / Observador)

A partir desta base, cada pessoa pode fazer as combinações que quer ter no prato, que passam pelas saladas e vegetais variados, as charcutarias italianas (mortadela de Bolonha e presunto de Parma DOP, a carne maturada bresaola e a coppa, do lombo) e, depois, as carnes cruas e semicruas, como o carpaccio tradicional com parmesão e rúcula, tataki de novilho com cogumelos e trufa, ou o tártaro de novilho com maionese de alho negro. “A ideia é cada cliente fazer o seu puzzle”, explica Pedro.

Diferentes azeitonas (com a opção de degustação), patés e queijo parmesão também não faltam na carta, assim como tostas de focaccia ou a focaccia clássica. Não admira que as pessoas pensem que vão entrar num espetáculo — perdão, num restaurante — italiano.

Quem não se dá muito bem com puzzles pode optar diretamente por uma das cinco “combinações perfeitas”, desenhadas pela casa. Dois exemplos: presunto de Parma DOP com burrata, azeite, orégãos e rúcula (12€) ou curgete laminada, mozzarella fumada, compota de pimentos e pera cozida (11€).

II Ato

A ação continua pelas focaccias de pizza — que tanto podem ser frias ou quentes — massas e risotos, com destaque, nestes últimos para uma combinação improvável de polvo e castanhas (12€). Quem já mergulhou a fundo na parte de mozzarella bar pode pedir qualquer um destes pratos para dividir com alguém, que não parece mal.

restaurante puro 4050

Creme frio de tomate com burrata, azeite e manjericão. Uma das tais “combinações perfeitas”. (foto: © Pedro Correia / Global Imagens)

Há uma secção onde as carnes são as atrizes principais, com secretos de porco preto, tornedó de lombo de boi com cogumelos shimeji e um ossobuco de carne Wagyu com puré de batata que salta à vista. Também há “franguinho nas brasas com batata assada” e um hambúrguer de novilho com tomate, cebola caramelizada e mozzarella. Os preços aqui variam entre os 11€ e os 25€.

III Ato

No país do tiramisù e dos melhores gelados do mundo, era fácil perceber que o último ato traria um final feliz. Claro que há tiramisù, com vinho do Porto Tawny (4€). A carta de sobremesas inclui ainda salame de chocolate com amaretti (3,50€) ou tarte de ricotta de búfala com doce de abóbora e canela (3,50€).

Mas não é tudo. Há, entre outras coisas, um doce de memórias: a gelatina de laranja na laranja, um doce que a mãe de Pedro e Inês lhes fazia nas festas de aniversário, com gomos de laranja que as crianças levavam à boca para imitar sorrisos. De Itália chega um sorvete de limão e um gelado de café, ambos servidos em bolas, como tem de ser.

Cenário

Nas paredes está um pouco da vida da proprietária, que viveu em São Tomé e Príncipe. Em baixo são muitos os objetos de decoração onde dá para pousar os olhos. No andar de cima, as paredes estão cobertas por mapas e fotografias, enquanto o enorme queijo parmesão tem um escaravelho pousado. Não é preciso chamar já a ASAE, que o bicho é de plástico. “Muita gente nos pergunta porque é que temos como imagem de marca o escaravelho. Tem a ver com a pureza de uma comida saudável, mas também com uma praga que se pode vir a instalar. Uma praga boa, já que em algumas culturas o escaravelho é um símbolo de sorte”, explica.

restaurante_puro_4050

Há muito para ver em cada parede do Puro 4050. (foto: © Ricardo Castelo / Observador)

Se a ideia é servir saudável — excetuando os fumados –, o óleo não entra em nenhuma das duas cozinhas — a primeira, pequena e aberta, no primeiro andar, e a segunda mais espaçosa, no piso de baixo. Por falar nele, é aí que fica também “a mesa comunitária”, como lhe chama Pedro Mendonça, que tanto dá para um grupo grande como para portugueses e turistas meterem conversa uns com os outros.

Já existe uma esplanada ao fundo, nas traseiras, mas a ideia é instalar mais 30 lugares no Largo de São Domingos, logo que saia dali a instalação com 1500 martelos de São João. Resta saber se este escaravelho vai pôr mais ovos, isto é, se haverá mais restaurantes. “Ainda é cedo para dizer”, conclui Pedro Mendonça. Aspettiamo.

Nome: Puro 4050
Morada: Largo de São Domingos, 84, Porto (Baixa)
Horário: De segunda a sábado das 12h30 às 15h00 e das 18h30 às 23h00. Encerra ao domingo
Preço Médio: 25€ a 30€
Reservas: Aceitam
Site: www.puro4050.com / www.facebook.com/Puro-4050