A agência Reuters teve acesso a um vídeo em que o líder da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahri, ameaça os EUA com as “consequência mais graves” caso Dzhokhar Tsarnaev ou outros prisioneiros muçulmanos sejam executados.

Dzhokhar Tsarnaev foi, juntamente com o seu irmão, responsável pela explosão de uma bomba na meta da maratona de Boston, em 2013. O atentado matou três pessoas e causou ferimentos em mais de 260.

Tamerlan Tsarnaev, o irmão mais velho, foi abatido pelas autoridades na sequência das buscas que foram feitas a seguir ao atentado e Dzhokhar foi detido. Mais tarde, a 24 de junho de 2015, foi condenado à morte através de injeção letal.