No sector automóvel, existirão, actualmente, poucos temas mais importantes do que garantir a mobilidade individual num futuro a médio/longo prazo. E as preocupações dos principais operadores do mercado vão muito para além da redução das emissões dos motores de combustão, ou da pesquisa de novas formas limpas de propulsão.

São já várias as marcas apostadas em garantir o fornecimento de um completo leque de serviços relacionados com a mobilidade, nas suas mais variadas vertentes. Incluindo soluções como a partilha de veículos, o uso eventual do automóvel, e até no domínio do estacionamento. Tudo para que, no futuro, seja reduzida ao mínimo a imobilização do parque automóvel e optimizada ao máximo a sua utilização efectiva. O Grupo PSA e a Porsche são apenas mais duas companhias que acabam de dar a conhecer os seus novos investimentos neste âmbito.

car2

A “start-up” francesa TravelerCar oferece novas soluções para tornar uma viatura num recurso optimizado e raramente imobilizado

Depois de anunciar que iria dedicar um montante de 100 milhões de euros em capital de risco para investir em empresas do mundo da mobilidade, o grupo francês revelou agora a sua entrada no capital da TravelerCar. Com 80 agências e mais de 100 mil utilizadores em seis países (França, Espanha, Holanda, Alemanha, Suíça e Bélgica), esta “start-up” gaulesa oferece um serviço híbrido, que combina as valências normalmente associadas a uma agência de aluguer de automóveis tradicional com uma plataforma de relação mais individual e personalizada.

São basicamente três os serviços propostos pela TravelerCar, em aeroportos, estações de comboios e centros urbanos: estacionamento gratuito para os utilizadores que disponibilizem o seu veículo para aluguer enquanto imobilizado (e remuneração adicional caso este seja, efectivamente, alugado, cabendo à TravelerCar a gestão de todo o processo e a efectivação de um seguro contra todos os riscos); oferta de tarifas mais competitivas caso os proprietários não desejem partilhar o seu veículo; e proposta de aluguer de viatura a clientes particulares a preços muito reduzidos (serviço realizado pelas agências da empresa, que asseguram a ligação entre locadores e locatários).

evopark-Gutschrift_klein_1

Criada em Colónia em 2014, a Evopark já opera em 16 cidades alemãs

Já a Porsche, através da sua recém-criada divisão Porsche Digital, decidiu investir uma soma de sete dígitos – não especificada e que apenas lhe garante uma posição minoritária – também numa “start-up”: a Evopark, empresa que se propõe revolucionar o estacionamento nos centros urbanos e que já opera em 16 cidades alemãs e em 37 parques de estacionamento. A substituição dos “tickets” de estacionamento por cartões electrónicos, capazes de garantir o acesso a parques de superfície e subterrâneos; o pagamento das tarifas de estacionamento apenas no final do mês; e uma “app” que indica a disponibilidade de lugares de estacionamento e que pode guiar o utilizador até ao local são os principais serviços oferecidos pela empresa fundada em Colónia em 2014.

Estas duas iniciativas indiciam que é cada vez menos uma miragem um cenário em que as marcas, mais do que produtoras de automóveis, se tornarão fornecedoras de serviços de mobilidade à escala mundial.