Já se sabia que havia fumo, mas as novas pistas indicam que havia também fogo a bordo do Airbus 320 que se despenhou no mar Mediterrâneo entre Creta e a costa norte do Egito na noite de 19 de maio. As gravações da caixa negra mostram, não só que havia fogo a bordo, mas que foram feitos esforços para tentar extingui-lo, avança a CNN.

A nova descoberta revela mais do que aconteceu, mas as autoridades ainda não conseguem explicar o que causou o fogo que pode ter estado na origem do acidente que matou 66 pessoas. A equipa de investigação francesa está a tentar recuperar um chip de memória das gravações que ficou danificado e que pode ter mais pistas importantes para perceber o que se passou.

O voo MS804 fazia a ligação entre Paris e o Cairo na noite de 19 de maio. Despenhou-se no mar Mediterrâneo antes de chegar ao destino. A bordo iam 66 pessoas, uma delas era um homem português.