O famoso jogo de detetives Cluedo, inventado em 1944, tinha os mesmos seis suspeitos desde o início: Mrs. White, Mr. Green, Mrs. Peacock, Professor Plum, Miss Scarlet e o Coronel Mustard. Mais de 70 anos depois, Mrs. White vai deixar de fazer parte deste leque de possíveis culpados da morte do Dr. Black. No lugar dela, aparece agora a Dr. Orchid, filha adotiva de Black, a vítima.

Mrs. White, Mr. Green, Mrs. Peacock, Professor Plum, Miss Scarlet e o Coronel Mustard. (Wikimedia Commons)

As personagens originais do Cluedo: Mrs. White, Mr. Green, Mrs. Peacock, Professor Plum, Miss Scarlet e o Coronel Mustard. (Wikimedia Commons)

De acordo com um comunicado da Hasbro, a fabricante do jogo, referido pelo The Telegraph, a governanta da mansão Tudor deixa de ser uma das suspeitas, e é substituída pela Dr. Orchid, “uma personagem brilhante com uma história de fundo rica e ligações à fortuna do Dr. Black”.

A história de vida da Dr. Orchid é, de facto, intrigante. Expulsa de uma escola privada, foi educada em casa pela própria Mrs. White. Depois, enquanto fazia investigações para o seu doutoramento em toxicologia de plantas, descobriu uma planta com propriedades medicinais, mas não partilhou a descoberta com ninguém, nem mesmo com o pai adotivo.

Para Craig Wilkins, o diretor de marketing da Hasbro, “foi uma decisão difícil dizer adeus à Mrs. White, mas, depois de 70 anos de atividade suspeita, decidimos que uma das personagens devia ir embora”.

As famílias em todo o mundo “irão continuar a criar mistérios emocionantes em torno dos seis suspeitos dentro da Mansão Tudor”, defende Craig Wilkins.

O Cluedo é um famoso jogo de tabuleiro em que os jogadores devem investigar a morte do Dr. Black. Os participantes devem descobrir quem matou o Dr. Black, qual a arma que utilizou e em que divisão da casa o fez. No início do jogo, são colocados num envelope fechado três cartas: uma com o nome do assassino, uma com a arma e outra com a divisão da casa. A partir daí, é a imaginação dos jogadores que vale para construir o enredo do crime.