O futebolista Bastian Schweinsteiger regressou esta quarta-feira aos treinos da seleção alemã, a um dia de disputar a meia-final com a França no Euro 2016, aumentando a probabilidade de jogar.

Schweinsteiger, que teve uma época difícil, devido a uma lesão nos ligamentos de um joelho, em março, entrou no jogo dos quartos-de-final frente à Itália, em substituição do lesionado Sami Khedira, aos 16 minutos.

O capitão germânico acabaria por disputar 104 minutos no jogo com os transalpinos, que teve necessidade de prolongamento, após 1-1 nos 90 minutos, e ainda foi ao desempate por grandes penalidades (6-5).

No Euro 2016, jogou também dois minutos frente à Ucrânia (2-0), meia hora com a Irlanda do Norte (1-0) e 15 minutos frente à Eslováquia (3-0).

Na terça-feira, o médio do Manchester United, de 31 anos, tinha falhado o treino da equipa germânica, depois de ter sofrido um toque no joelho direito no embate frente aos italianos.

O selecionador alemão já disse que não correrá riscos com Schweinsteiger e que o jogador só entrará de início no jogo das meias-finais se estiver a “100%”.

Hoje, o técnico contou igualmente com Benedikt Höwedes, jogador que também não treinou na terça-feira, por precaução e deve ser frente à França o substituto de Matts Hummels, que cumprirá um jogo de suspensão.

A campeã mundial Alemanha defronta a anfitriã França na meia-final do Euro 2016, já depois de estar encontrado o primeiro finalista, a sair do jogo desta quarta-feira entre Portugal e o País de Gales.