Numa entrevista à revista francesa Valeurs Actuelles, Marine Le Pen admitiu que, se fosse norte-americana, votaria em Donald Trump nas eleições presidenciais. Para a líder da Frente Nacional, votar em Hillary Clinton estaria fora de questão.

“Se fosse norte-americana votaria em qualquer um menos em Hillary Clinton”, disse durante a entrevista. “Entre ele e Hillary Clinton, é óbvio que escolheria Donald Trump. O que é apelativo para os norte-americanos é o facto de ele ser um homem livre de Wall Street, dos mercados, dos lobbies financeiros e até do seu próprio partido”, salientou.

Na entrevista à Valeurs Actuelles, Le Pen voltou a exigir um referendo em França sobre a permanência na União Europeia. A líder da extrema-direita francesa, que sempre se mostrou a favor do Brexit, espera que os resultados da votação de 23 de junho possibilitem a realização de um referendo em França mas também em outros países.