Euro 2016

A história só conta um campeão europeu que levantou o troféu enquanto jogava em Portugal

Pergunta para queijinho: Jogou 60 vezes pela sua seleção, é canhoto e viveu um ano e meio em Portugal. Foi chave numa Taça de Portugal. Quem é, afinal, este homem que ganhou um Europeu jogando por cá?

FRANCK FIFE/AFP/Getty Images

Autor
  • Hugo Tavares da Silva

Nem sempre os campeões da Europa jogam nas melhores equipas do Velho Continente. O top-3 não engana, okay. Bayern Munique é o rei dos campeões europeus, com 18 jogadores a conquistar o trono enquanto eram jogadores bávaros. Uma coisa é certa: este número vai crescer, porque ou Kingsley Coman ou Renato Sanches vão agarrar o caneco.

A seguir surgem os colossos de Espanha. Barcelona e Real Madrid já tiveram 15 e 14 atletas a vencer o Campeonato da Europa, respetivamente. É importante referir que em 2008 e 2012 a Espanha venceu esta competição. Na quarta linha desta história gloriosa surgem as primeiras surpresas: Bordéus (9) e Borussia Mönchengladbach (9). Em 1984, quando os gauleses eliminaram os portugueses nas “meias” e venceram o Euro em sua casa, o Bordéus estava representado por cinco jogadores — Patrick Battiston, Alain Giresse, Jean Tigana, Thierry Tusseau e Bernard Lacombe

Bom, mas vamos lá então ao que nos trouxe aqui. Quem foi o primeiro e único futebolista a representar um clube português no mesmo verão que levantou o Troféu Henri Delaunay? Foi Takis Fyssas, o lateral esquerdo do Benfica. O grego deixou amargos o coração e a memória dos portugueses em 2004, quando ele e a sua Grécia venceram o Campeonato da Europa contra Portugal. Em Portugal.

Fyssas chegou à Luz no mercado de inverno da época 2003/2004 e agarrou a titularidade da equipa de José António Camacho. O canhoto conseguira até ser fundamental na conquista da Taça de Portugal, no Jamor, contra o FC Porto de José Mourinho, que seria campeão europeu. O grego empatou o jogo, depois de Derlei fazer o um-zero. Simão Sabrosa assinaria o golo da vitória.

Jogadores que estão em Portugal e que estarão na final do Europeu: Rui Patrício (Sporting), Eliseu (Benfica), João Mário (Sporting), Danilo Pereira (FC Porto), William Carvalho (Sporting), Adrien Silva (Sporting) e Rafa Silva (Sp. Braga)

Aqui fica a lista dos clubes com mais jogadores campeões europeus por seleções, partilhada pela UEFA nas vésperas da final do Campeonato da Europa, que se joga domingo, pelas 20 horas, em Paris.

18: Bayern Munique

15: Barcelona

14: Real Madrid

9: Bordéus, Borussia Mönchengladbach

8: Borussia Dortmund

7: Milan, Inter, Monaco, Valencia, Slovan Bratislava

6: Juventus, Colónia, Panathinaikos, Real Zaragoza

5: AEK, Ajax, Chelsea, Liverpool, PSV, Werder Bremen

4: Athletic Bilbao, Arsenal, Atlético Madrid, Brøndby, Hamburgo, Lyngby, Olympiacos, Estugarda

3: Dinamo Moscovo, Dinamo Tbilisi, Dukla Praga, Fiorentina, Inter Bratislava, PSG, Sevilla, Slavia Praga, Spartak Moscova, Villarreal

2: Auxerre, Bologna, Duisburgo, Dinamo Kiev, Eintracht Frankfurt, Feyenoord, Kaiserslautern, Košice, Lokomotiv Moscova, Mallorca, Manchester United, Napoles, Real Betis, Roma, Schalke, Torino, Toulouse

1: Aarhus, Anderlecht, B 1903, Benfica, Beşiktaş, Bohemians Praha, Bolton, Cagliari, CSKA Moscovo, Den Bosch, Fortuna Düsseldorf, Fortuna Sittard, Friburgo, Getafe, Hansa Rostock, Karlsruher, Leicester City, Lokomotiva Košice, Málaga, Manchester City, Marseille, Mechelen, Mulhouse, Nantes, Odense, Parma, Roda, Silkeborg, Spartak Trnava, Sochaux, Teplice, Torpedo Moscovo, SKA Rostov, Trabzonspor, Udinese, Varese, Vejle

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)