Houve quem tapasse os olhos quando o inimigo se aproximava da nossa baliza, houve quem levasse uma estátua de Nossa Senhora de Fátima para as fan zones pelo país inteiro, houve quem vestisse fatos de licra e usasse a bandeira portuguesa como capa de um herói. Enquanto o onze de Fernando Santos dominava os campos franceses, onze milhões ansiavam por gritar “golo!” fora das quatro linhas.

Dos momentos de tensão aos de pura alegria, os adeptos portugueses marcharam, marcharam em nome da seleção nacional. E foram fazendo a festa ao longo de um mês inteiro. Hoje, quer-se que ela continue. Veja as imagens da festa portuguesa nesta fotogaleria.