Os negócios no setor de serviços voltaram a cair em maio, pelo terceiro mês consecutivo, e a descida homóloga de 2,6% do índice acentuou a queda face ao mês anterior, informa esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O índice de volume de negócios nos serviços, que em abril caiu 1,6% face ao mesmo mês de 2015, recebeu em maio contributos negativos da maioria das secções, explica o INE, destacando o comércio por grosso, reparação de veículos automóveis e motociclos com o contributo mais intenso por ter tido uma quebra homóloga de 3,9%, contra uma descida de 0,6% no mês anterior.

No setor dos serviços, os índices de emprego, de remunerações brutas e de horas apresentaram em maio variações homólogas de 1,1%, 1,0% e 0,5%, respetivamente, contra 0,8%, 1,7% e 1,3% em abril, pela mesma ordem.