Os alunos do 9.º ano tiveram piores notas nas provas finais de português e matemática do que os do ano passado. A média na prova final de português do 9.º baixou ligeiramente, de 58% para 57%, e a matemática caiu, também um ponto percentual, de 48% para 47%, de acordo com a informação divulgada, esta terça-feira, pelo Ministério da Educação. Os alunos já podem ir à escola saber que nota tiveram.

Segundo os dados agora conhecidos, é possível verificar que 73% dos alunos tiveram uma nota igual ou superior a 50%. A matemática só metade conseguiu uma nota positiva. Estes exames contam 30% para a nota, pelo que no final das contas 8% dos alunos acabaram por ficar com negativa a português e um terço (34%) acabou o terceiro ciclo de ensino com negativa a matemática. Estes números também não divergem muito em relação aos do ano passado: 10% de reprovação a português e 32% a matemática, em 2015.

O Ministério de Tiago Brandão Rodrigues, em comunicado, salienta que se verificaram “correlações positivas bastante acentuadas entre as classificações internas atribuídas pelas escolas e as classificações obtidas pelos alunos nas provas finais de Português e de Matemática, respetivamente, muito semelhante ao ano transato”.

As 181.713 provas finais do 9.º ano foram realizadas em 1.232 escolas e estiveram envolvidos na classificação das provas
4.088 professores classificadores. Estiveram ainda envolvidos cerca de 10.000 docentes vigilantes e pertencentes aos secretariados de exames das escola.