Dark Mode 169kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Choque frontal de dois comboios no sul de Itália. Já há 27 mortos

Dois comboios chocaram no sul de Itália, perto da cidade de Bari. O número de vítimas mortais está a subir: já há 27 mortos e pelo menos 18 feridos graves. A colisão foi frontal.

22 fotos

Notícia em atualização.

Pelo menos 27 pessoas morreram num choque frontal entre dois comboios, um acidente que aconteceu pelas 11h30 desta terça-feira, perto de Bari, no sul de Itália. O número de vítimas mortais tem estado a subir e poderá continuar a aumentar. Segundo o Corriere della Sera, que avança a contagem mais recente do número de vítimas mortais. Os bombeiros adiantaram que há ainda muitos passageiros presos nos destroços. O número total de feridos ascende aos 50. Pelo menos 15 pessoas estão a ser tratadas em hospitais, algumas em estado crítico.

As buscas continuam ainda esta quarta-feira, com dezenas de elementos das autoridades a percorrer o local. A BBC adianta que as caixas negras de um dos comboios já foram encontradas, o que poderá ajudar a desvendar as causas ainda desconhecidas do acidente.

Durante a noite, as autoridades utilizaram equipamentos e maquinaria pesada para remover os destroços da linha, revelando mais cadáveres de passageiros.

O acidente aconteceu entre as vilas de Andria e Corato, numa linha bastante frequentada. Veja as imagens no vídeo, do Corriere della Sera:

Foi montado um hospital de campanha no local. Estão presentes várias forças de autoridade: a polícia estatal, a polícia local de Andria e de Corato, os Carabinieri (força especial) e os bombeiros, avança a Andria News24 City.

A Avis Corato, uma associação italiana voluntária de colheita de sangue, já fez um apelo no Facebook, pela doação de sangue do grupo O Positivo.

“Penso que há muitos mortos”, disse o comandante dos bombeiros de Andria, Riccardo Zingaro, no local do acidente, à agência Ansa.

Segundo o jornal Repubblica, muitos dos feridos estão encarcerados nos destroços do comboio. Entre os feridos está pelo menos uma criança pequena, que já foi transportada para o hospital de helicóptero.

“Ocorreu uma colisão frontal numa linha única. Algumas carruagens estão completamente destruídas e as autoridades estão a retirar pessoas dos destroços”, declarou o comandante dos bombeiros de Andria, Riccardo Zingaro, citado pelo Repubblica.

O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, já expressou condolências: “Não descansamos enquanto não houver dados com clareza.” O governante garantiu que serão apuradas responsabilidades.

O ministro dos Transportes, Graziano Delrio, também está a acompanhar a situação e já pediu à Rete Ferroviaria Italiana (RFI) para se mostrar disponível e apoiar todos os envolvidos.

Os comboios tinham quatro carruagens e seguiam numa via única. De acordo com o canal RT, todos os dias cerca de 200 comboios utilizam aquela linha, transportando centenas de passageiros. É uma ligação muito utilizada por estudantes e por turistas, para chegarem ao aeroporto de Bari.

Para eliminar a possibilidade de choques frontais, estavam a decorrer obras no sentido de acrescentar uma via àquele traçado.

As imagens estão a correr as redes sociais. O presidente da câmara de Corato comparou, numa publicação no seu Facebook, o desastre a “uma queda de avião”, e partilhou várias fotografias do local do acidente.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.