A Polícia Judiciária deteve, esta quinta-feira, Susana Pereira, a mãe que se atirou ao rio Cávado com o filho de seis anos, Carlos. Susana, de 37 anos, é acusada de homicídio qualificado, adianta o Correio da Manhã.

Susana estava internada na casa de Saúde do Bom Jesus, uma instituição psiquiátrica em Braga. Depois de detida, foi levada para o Tribunal de Guimarães, onde está a ser ouvida num interrogatório que deverá prolongar-se durante toda a tarde.

Os médicos de Susana defendem que esta deve continuar a cumprir tratamento psiquiátrico, mas que não se opõem à detenção.

A mulher atirou-se da ponte de Santa Eugénia, em Barcelos, enquanto segurava Carlos ao colo, no dia 17 de junho. A mãe foi resgatada imediatamente por um popular que abandonou o barco para a ajudar. O filho acabou por morrer e o seu corpo só foi encontrado no dia seguinte, pelas autoridades.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No dia em que se atirou da ponte, Susana escreveu um bilhete à sogra onde se podia ler: “Não ando bem. Vou levar o Carlinhos comigo, ele é mais chegado a mim”.

Susana Pereira deixou outro filho, de dois anos, chamado Luís.