Via-se o fogo de artifício esta quinta-feira à noite na Promenade des Anglais em Nice, uma das cidades mais turísticas de França. Era Dia da Bastilha, feriado nacional, a data mais importante do calendário francês. Enquanto os foguetes estalavam e os concertos recomeçavam, um homem conduziu um camião pela multidão, ceifando a vida a pelo menos 84 pessoas e ferindo mais de 100. A festa terminou em desgraça.

Esta não é a Nice que queremos recordar. A que nós guardaremos na memória é a cidade plantada à beira-mar com avenidas, palácios e casinos onde vivem atualmente 10 mil portugueses. É a cidade da costa azul, da Riveira francesa, ali ao lado de Cannes. A das catedrais e dos museus, dos observatórios e dos estádios que pintam os postais. A mesma que foi florescendo desde o início do século passado, quando as lavadeiras ainda cantavam nas margens do rio Paillon e o Hotel Negresco tinha acabado de ser inaugurado.

Veja algumas imagens antigas de Nice na fotogaleria.