Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A chegada à Europa está agendada apenas para o final do ano, com a mesma oferta de motores do actual modelo, mas no Japão a Mazda colocou já à venda a nova geração do Mazda3, que recebeu melhorias de relevo. Em destaque, a estreia do conceito Skyactiv-Vehicle Dynamics, que a seu tempo será introduzido nas restantes propostas da marca de Horishima e integrará vários novos sistemas de apoio à condução, para um controlo integrado do motor, da transmissão, do chassi e da carroçaria, com o intuito de melhorar a dinâmica do veículo.

O primeiro desses sistemas é o G-Vectoring Control, anunciado pela Mazda como o primeiro do mercado capaz de fazer variar o binário do motor com base nos “inputs” na direcção, assim controlando as acelerações laterais e longitudinais, e as próprias forças de desaceleração, o que optimizará a tracção. O objectivo é que o comportamento do veículo seja tão próximo quando possível das intenções do condutor, reduzindo as correcções através da direcção.

Mas há mais para conhecer no renovado Mazda3. Por exemplo, as versões diesel passam a contar com um novo e mais preciso controlo do turbocompressor, de forma a incrementar a resposta do acelerador. E ainda com um sistema de redução das vibrações do motor, para maior conforto de condução.

4 fotos

No interior, destaque para o novo e mais completo “head-up display” a cores, que projecta várias informações no pára-brisas, e para o volante mais ergonómico.

Exteriormente, as alterações operadas são de pormenor, merecendo referência maior os novos faróis por LED adaptativos ALH. Mais importante será a nova geração do sistema de travagem automática de emergência em cidade, que passa a contar com uma câmara em vez de sensores por laser para identificar obstáculos, o que lhe permite passar a detectar também peões.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR