Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Depois de Messi, Neymar e Mascherano, é a vez de Adriano Correia ser investigado por fraude fiscal, conta o jornal Marca. O lateral brasileiro do Barcelona é suspeito de ter ocultado da declaração de IRS 646 mil euros provenientes dos direitos de imagem em 2011 e 2012. A fuga ao fisco terá ocorrido através de uma empresa com sede na Madeira. Apesar de estar a ser investigado, Adriano Correia ainda não foi chamado pelas autoridades para prestar declarações.

Adriano Correia é o quinto jogador do Barcelona (além do próprio clube, que foi condenado a uma multa de 5,5 milhões de euros) a ser investigado por fraude fiscal. Lionel Messi, por exemplo, defraudou o Estado juntamente com o pai em 4,1 milhões de euros. Foi condenado a 21 meses de prisão e a uma multa.

Neymar já foi investigado pelas autoridades duas vezes. A primeira acabou por não ter efeito sobre o jogador, mas ainda não se conhece o desfecho da segunda, que envolve a empresa DIS. É acusado de ter simulado contratos e, apesar de o processo ter sido arquivado, as Finanças espanholas e a DIS voltaram à carga. O processo ainda não foi concluído.

O jogador argentino Mascherano também foi declarado culpado de fraude fiscal, depois de lesar o Estado em 1,5 milhões de euros. Como assumiu o crime logo, o processo acabou por resolver-se cedo. Foi condenado a um ano de prisão. O brasileiro Dani Alves já não joga no Barcelona, mas o seu nome apareceu na lista dos devedores ao Fisco: devia 1,3 milhões de euros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR