As novas regras de embarque que instituíram inspeções de bagagens e revistas individuais de passageiros mais rigorosas em voos domésticos no Brasil para aumentar a segurança nos aeroportos durante os Jogos Olímpicos Olimpíada causaram longas filas.

As mudanças, que entraram esta segunda-feira em vigor, fizeram com que muitas pessoas perdessem os seus voos no aeroporto regional mais movimentado do país, Congonhas, em São Paulo, porque ficaram presas em longas filas e não conseguiram entrar na área de embarque.

Já no aeroporto Santos Dumont, do Rio de Janeiro, a fila para passar pela segurança ficou tão grande que a segurança acabou por desistir de fazer a revista das pessoas.

O último balanço divulgado no site da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) às 12:00 (16:00 Lisboa) apontou que de um total de 699 voos domésticos da rede de aeroportos brasileiros, 11 (1,3%) estavam atrasados e outros 17 (2,4%) foram cancelados.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O aumento da revista dentro dos aeroportos é uma das medidas tomadas pelo Governo do Brasil para melhorar a segurança nos aeroportos após a série de atentados realizados por grupos terroristas na Europa este ano.

Os Jogos Olímpicos começam a 5 de agosto, no Rio de Janeiro.