O candidato apoiado pelo Governo de São Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho, foi eleito no domingo Presidente da República do país à primeira volta, anunciou este domingo a Comissão Eleitoral Nacional.

Evaristo Carvalho obteve 50,1% dos votos, contra 24,8% de Manuel Pinto da Costa, atual Presidente, que concorria a um segundo mandato, e 24,1% de Maria das Neves (apoiada pelos partidos da oposição parlamentar), segundo dos dados publicados na página na internet da Comissão Eleitoral Nacional de São Tomé e Príncipe.

Segundo o presidente da Comissão Eleitoral, Alberto Pereira, votaram cerca de 71 mil eleitores, com uma abstenção de 35,91%.

“São resultados provisórios porque o resultado definitivo será anunciado pela assembleia de apuramento definitivo”, afirmou.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo “estes resultados não teremos segunda volta”, acrescentou.

Evaristo Carvalho liderou sempre as contagens parciais mas só na contagem dos dois principais distritos, Água Grande e Mé-Zóchi, passou a ter a maioria absoluta dos votos.

No total, o candidato da ADI ganhou nos distritos de Água Grande, Mé-Zóchi, Caué, Lobata, Cantagalo e Lembá e nos círculos eleitorais da diáspora em Portugal – onde conseguiu 37,7% dos votos – e Gabão. Já Maria das Neves venceu na região autónoma do Príncipe, Angola. Pinto da Costa venceu somente na Guiné Equatorial.

No final, Evaristo Carvalho obteve 34.629 votos e Manuel Pinto da Costa 17.121 boletins, seguindo-se Maria das Neves com 16.638, Manuel do Rosário com 488 e Hélder Barros com 194 votos.

Evaristo Carvalho foi indicado pelo partido no poder, Ação Democrática Independente (ADI), e, ao longo da campanha, prometeu ajudar o Governo de Patrice Trovoada no rumo político para o país.

“O Governo está nas mãos do partido ADI e com um Presidente também do ADI, a maioria pensa, como eu também penso, que as coisas correrão da melhor forma possível. Haverá melhor entendimento, maior coesão do estado. O que interessa é que o país marche para a frente”, explicou Evaristo Carvalho, em entrevista recente à Lusa.

Na contagem eleitoral das últimas horas, Evaristo Carvalho esteve sempre à frente mas só obteve a maioria absoluta com os votos do distrito da capital, Água Grande.