Dois procuradores interinos turcos, acompanhados pela polícia, iniciaram buscas na base aérea de Incirlik (sul), usada pelos Estados Unidos nos ataques contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI), noticiou a agência governamental Anadolu.

Esta base, essencial no dispositivo de luta contra o EI, foi encerrada no sábado, após a tentativa de golpe de Estado.

As autoridades turcas tinham já detido um general da força aérea e uma dúzia de suspeitos, acusados de apoiarem os golpistas, na base de Incirlik, na província de Adana, próxima da Síria, disseram responsáveis durante o fim de semana.

A Turquia foi alvo de uma tentativa de golpe de Estado na sexta-feira à noite, mas o Presidente, Recep Erdogan, e Governo recuperaram o controlo do país no sábado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O último balanço do governo turco aponta para 308 mortos entre revoltosos, civis e forças leais a Erdogan e mais de 1.400 feridos.

Segundo o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, mais de 7.500 pessoas foram detidas no âmbito do inquérito à tentativa de golpe de Estado na Turquia, incluindo 6.038 militares, 755 magistrados e 100 agentes da polícia.