Há um conflito entre os meios de comunicação social privados da Turquia e a agência noticiosa estatal. De acordo com a Anadolu, agência turca, o antigo comandante da Força AéreaGen Akin Ozturk terá confessado a autoria da tentativa de golpe de Estado da última sexta-feira na Turquia. De acordo com as informações avançadas pela polícia aos jornalistas da Anadolu, Ozturk teria “agido com a intenção de instaurar um golpe de Estado”. As fotografias da agência noticiosa turca sugerem ainda que Ozturk teria sofrido ferimentos na cabeça e na parte superior do corpo. Esta é a versão oficial, que entretanto já foi desmentida.

Os meios de comunicação social privados no país, nomeadamente a NTV e a Haberturk, dizem que o comandante desmente ter feito parte do golpe, noticia a Euronews. O antigo comandante de aviação turco já tinha negado qualquer envolvimento no golpe de Estado e sublinhara até que tinha agido de forma a travá-lo.

A versão oficial é, contudo, outra. A polícia terá indicado agora à Anadolu que Gen Akin Ozturk recuou e que assumiu ter preparado todo o plano com a parceria de mais de um terço dos militares do país. Algo que os media privados também negam insistindo que Ozturk continua a dizer que nada teve a ver com o planeamento do golpe de Estado.

Durante o golpe que durou cerca de 4 horas morreram mais de 200 pessoas. Milhares de juízes e funcionários públicos turcos foram detidos.

Quem é Gen Akin Ozturk?

Nasceu em 1952 em Gümüşhane, uma pequena cidade no nordeste da Turquia. Graduado pela Academia da Força Aérea da Turquia em 1973, Gen Akin Ozturk subiu de esquadrão em esquadrão, passando de piloto de guerra (em 1975) até se tornar em piloto de aviões F-16 e membro do Escritório de Operações do Esquadrão Nº141. Foi comandante desse esquadrão durante dois anos, entre 1991 e 1993. Depois evoluiu para chefe do Departamento de Treino da Sede da Força Aérea Turca. Em 2000 foi promovido para general de brigada, a seguir para major-general, tenente-general e general. Estávamos em 2013 e nesse mesmo ano chegou a comandante da Força Aérea Turca.

Ozturk reformou-se ao fim de 5800 horas de voos em trinta tipos de aviões diferentes ao longo dos seus 43 anos de carreira. Desde agosto de 2015 tem-se dedicado ao papel de membro do Conselho Militar Supremo. Ganhou ainda uma medalha da NATO, duas da Força Aérea Turca (uma pelos anos de serviço e outra de honra) e ainda uma medalha paquistanesa Nishan-e Imtiaz.

Na sequência do golpe de Estado da última sexta-feira, Gen Akin Ozturk foi um dos 2.839 oficiais presos por suspeitas de terem participado de alguma forma na tentativa de derrubar o governo de Erdogan. O jornal Hurryet foi o primeiro a sugerir que Gen Akin Ozturk podia ser o autor do golpe. A Anadolu avança que o golpe de Estado foi engendrado pelo comandante, mas os meios privados desmentem.