O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, recordou hoje após uma conversa com o Presidente turco Recep Tayyp Erdogan, que este país enquanto membro da NATO deve respeitar os direitos democráticos ou o Estado de direito.

“Como parte de uma comunidade única de valores, é essencial que a Turquia, à semelhança de todos os restantes aliados, garantam o respeito integral pela democracia e as suas instituições, a ordem constitucional, o Estado de direito e as liberdades fundamentais”, indicou Stoltenberg em comunicado.

O secretário-geral da NATO referiu ter efetuado um contacto telefónico com o líder turco, num dia em que as autoridades turcas confirmaram mais de 8.000 detenções no exército, na magistratura e na polícia nacional após a tentativa de golpe militar na sexta-feira.