Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Bullet, modelo que visa assinalar os 70 anos da Bristol Cars, cumpridos em 2015, será, de acordo com o fabricante de carros de luxo, “uma referência ao rico e excitante passado” da marca, “construído com aquilo que de melhor a indústria artesanal britânica consegue fazer”.

Anunciado para já através de dois “teasers” difundidos pelo Twitter, o Bristol Bullet tem apresentação prometida, através da mesma rede social, para o próximo dia 26 de Julho. Em declarações reproduzidas pela “Autoexpress”, fontes da marca adiantam que o modelo deverá abdicar da tradicional construção em alumínio, por troca com um chassi em fibra de carbono.

Nesta nova estrutura deverá depois ser instalado um V8 tradicional, e não uma motorização híbrida como chegou a ser aventado. A justificação para esta opção conservadora, explicam os responsáveis, tem a ver com o facto de esta ser uma solução mais em linha com a herança e a história da marca. Ainda que, acrescenta o site, este deva ser o último Bristol a receber um V8 naturalmente aspirado.

Quanto à configuração da carroçaria, tanto o concept que marcou presença no último Festival de Velocidade de Goodwood, como os “teasers” agora divulgados, deixam antever que o Bullet venha a ser um desportivo descapotável com apenas dois lugares. Este será o primeiro carro produzido pela Bristol Cars desde o lançamento do Figher, em 2003, e posterior colocação da marca sob administração judiciária, em 2011.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR