O antigo ministro socialista Correia de Campos vai ser ouvido hoje no Parlamento, numa reunião conjunta das comissões de Economia e de Trabalho e Segurança Social, na qualidade de indigitado para presidente do Conselho Económico e Social (CES).

O nome do antigo ministro da Saúde foi acordado entre PSD e PS para o cargo de presidente do Conselho Económico Social, substituindo um outro antigo titular da mesma pasta, o social-democrata Luís Filipe Pereira.

A lista única de nomes proposta por sociais-democratas e socialistas será submetida à apreciação dos deputados na próxima quarta-feira, numa votação secreta que requer uma maioria de dois terços.

Desde fevereiro, que a questão da presidência do CES originou um autêntico “braço de ferro” entre socialistas e sociais-democratas na Assembleia da República.

Nos últimos meses, esta eleição esteve por várias vezes agendada, mas foi sucessivamente adiada por ausência de acordo entre PS e PSD.