Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Gisele Bündchen vai desfilar na abertura dos Jogos Olímpicos que se vão realizar no Rio de Janeiro, em agosto. A modelo brasileira de 35 anos reformou-se das passerelles no ano passado, mas abriu uma exceção para a cerimónia de abertura do maior evento desportivo, que este ano se realiza no seu país natal.

O afastamento das passerelles não significa que Gisele tenha deixado o mundo da moda. Durante o ano passado figurou em várias campanhas como a da Givenchy Jeans e da Chanel. Para além das campanhas, lançou também um livro sobre a sua carreira, editado pela Taschen.

A modelo tem também aproveitado para se dedicar-se à defesa do ambiente. Bündchen colabora com o programa “Wild for Life” das Nações Unidas e com a “Years of Living Dangerously”, uma série documental da National Geographic sobre a desflorestação no Brasil.

A cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos realiza-se dentro de pouco mais do que duas semanas, já no dia 5 de agosto. A organização tem estado sobre pressão, já que são vários os problemas apontados à realização das provas no Brasil. Entre o surto do vírus zika, a falta de condições de segurança e até a presença de superbactérias na água, a capacidade do país de receber os Jogos Olímpicos tem sido questionada, mas o governo garante que estão reunidas todas as condições.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR