O lucro do Goldman Sachs aumentou 74% no segundo trimestre, para 1,82 mil milhões de dólares (1,6 mil milhões de euros), face a igual trimestre do ano anterior, indicou esta terça-feira o banco de investimentos norte-americano.

A subida do resultado líquido, entre abril e junho, ficou a dever-se ao aumento das receitas de corretagem de ativos com retorno fixo e à queda dos custos judiciais, justificou o banco de investimentos norte-americano, citado pela agência de informação financeira Bloomberg.

O lucro líquido alcançado corresponde a 3,72 dólares por ação.

Os economistas consultados pela Bloomberg previam um lucro de 3,05 dólares por ação, pelo que o resultado líquido registado no período em apreço foi superior ao esperado.

A provisão para fazer face a eventuais litígios judiciais, no montante de 1,45 mil milhões de dólares, deixou de ser contabilizada nas contas do segundo trimestre, uma vez que é considerada como um encargo extraordinário.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As receitas líquidas do banco diminuíram em 13% para 7,93 mil milhões de dólares, mas foram compensadas, em parte, pelas receitas com a corretagem de ativos de retorno fixo, que subiram 3% para 1,93 mil milhões de dólares.