O último mês foi o junho mais quente na História moderna, marcando o 14º mês consecutivo de recordes de registos de calor, disse esta terça-feira a Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA) dos EUA.

“A temperatura média global sobre superfícies terrestres e oceânicas em junho de 2016 foi a maior dos meses de junho no registo de dados de temperatura do NOAA, que remonta a 1880”, disse a agência num comunicado.

“Isto marca o 14º mês consecutivo em que o registo de temperatura global foi quebrado, a maior sequência num registo de 137 anos”, lê-se também no documento.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR