O português Carlos Sá abandonou a ultramaratona Badwater, devido a problemas físicos, enquanto Carla André seguia na 16.ª posição na classificação feminina, à passagem do posto de controlo dos 144 quilómetros.

O ultramaratonista natural de Barcelos chegou a ocupar o quinto lugar da prova de 217 quilómetros, entretanto vencida pelo norte-americano Pete Kostelnick, em 21:56.32 horas.

De acordo com a página no Facebook de Carlos Sá, o vencedor da prova em 2013, sofreu, após 15:07 horas, tempo registado no controlo dos 144 quilómetros, uma cólica abdominal violenta, hipotensão, síndrome vagal, tonturas e subida de temperatura, necessitando, por isso, de assistência médica.

Carla André prossegue a sua prova, tendo, de acordo com sítio oficial da prova na Internet, sido a 16.ª entre as 25 mulheres a passar no quarto posto de controlo (144 quilómetros), com o tempo de 27:15 horas.

A Badwater é considerada uma das mais difíceis ultramaratonas do mundo, começa na baía de Badwater (86 metros abaixo do nível do mar) e termina no monte Whitney (4.421 metros de altitude), os pontos mais baixo e mais alto do território norte-americano.