Cinco pessoas morreram na colisão de um avião anfíbio com uma ponte, em Xangai, na China. O avião fazia parte da frota de uma companhia de voos charter, e estava a fazer um voo inaugural. Seguiam 10 pessoas na aeronave, incluindo a tripulação e alguns jornalistas.

O avião era um modelo Cessna 208B equipado com um trem de aterragem específico para pousar na água.

A companhia que operava o voo, a Joy General Aviation, diz que é a primeira companhia a oferecer aos turistas voos em aviões anfíbios, para as ilhas próximas de Xangai.

Algumas fotografias publicadas nas redes sociais dão conta de que o avião embateu com o nariz na ponte e ficou com a cauda dentro de água.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A Textron Aviation, que fabrica os aviões Cessna, disse num comunicado enviado à AFP que “está a par do acidente de hoje em Jinshan, Xangai, que envolveu um avião Cessna operado pela Joy Air”. A empresa afirmou ainda: “A segurança dos pilotos, passageiros e comunidade é a nossa principal preocupação. Estamos a monitorizar de perto a situação e iremos manter contacto com as partes relevantes”.